Ex-chefe do governo de Hong Kong deixa prisão mediante pagamento de fiança

Hong Kong, 24 abr (EFE).- Um tribunal de Hong Kong concedeu nesta segunda-feira liberdade mediante pagamento de fiança ao ex-chefe do Governo de Hong Kong Donald Tsang, que foi condenado em fevereiro a 20 meses de cárcere por conduta indevida, convertendo-se no funcionário de mais alta categoria que foi preso na história de Hong Kong.

Tsang, de 72 anos, deixou hoje mesmo a prisão de Hong Kong onde permanecia desde 22 de fevereiro depois que um juiz da cidade lhe concedeu liberdade mediante pagamento de fiança, afixada em 100 mil dólares de Hong Kong (cerca de US$ 12,8 mil).

O ex-líder de Hong Kong permanecerá em liberdade provisória até que seja resolvida a apelação que apresentou contra a sentença ditada há dois meses.

Um juri de nove pessoas opinou em fevereiro que Tsang tinha ocultado deliberadamente as negociações do aluguel de uma moradia para uso privado com um destacado acionista da empresa Digital Broadcasting Corporation, Bill Wong Cho-bau, proprietário do imóvel.

Em troca, o Governo de Tsang aprovou várias licenças de emissão digital para sua companhia entre 2010 e 2012.

A Comissão Independente contra a Corrupção, ICAC, começou a investigação contra Tsang em 2012, depois que este deixou o cargo público.

O julgamento contra Tsung começou no início do ano e em fevereiro, o ex-chefe de governo foi condenado à prisão.

Não obstante, o ex-líder de Hong Kong deverá comparecer aos tribunais em setembro para fazer frente a uma acusação de suborno em relação ao mesmo assunto.

Tsang se tornou o segundo chefe do Governo de Hong Kong em 2005 depois que seu predecessor, Tung Chee-hwa, renunciou ao cargo, e foi reeleito nas eleições de 2007. EFE