Ericsson investirá em pesquisa da rede 6G no Reino Unido

LONDRES (Reuters) - A fabricante de equipamentos de telecomunicações Ericsson investirá milhões de libras em pesquisa para desenvolver rede 6G no Reino Unido, disse a companhia nesta terça-feira. A empresa trabalha com universidades em segurança de hardware, inteligência artificial, redes cognitivas e computação quântica.

A empresa sueca, fornecedora global de equipamentos 5G, disse que a iniciativa de 10 anos ajudará a impulsionar o desenvolvimento de redes 6G, que devem estar disponíveis comercialmente por volta de 2030.

A presidente-executiva da Ericsson no Reino Unido e Irlanda, Katherine Ainley, disse que as universidades britânicas estão realizando pesquisas de ponta em algumas das tecnologias que poderão sustentar as redes de próxima geração.

"Vamos estabelecer uma equipe de 20 pesquisadores experientes aqui no Reino Unido e também buscaremos patrocinar estudantes", disse ela. "Nosso foco inicial será rede 6G e segurança de hardware."

O novo grupo complementará os 17 locais de pesquisa existentes da Ericsson em 12 países, disse ela.

O governo britânico, que tem trabalhado para proteger o financiamento da pesquisa científica após o Brexit, disse que o investimento da Ericsson foi um "enorme voto de confiança" no setor de telecomunicações do país, acrescentando que em breve publicará uma estratégia para a tecnologia 6G.

(Por Paul Sandle)