Erika Hilton é eleita uma das políticas negras mais influentes do mundo abaixo dos 40

·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 03.12.2019 - A deputada estadual Erika Hilton, que compõe mandato coletivo da Bancada Ativista do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade). (Foto: Karime Xavier/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 03.12.2019 - A deputada estadual Erika Hilton, que compõe mandato coletivo da Bancada Ativista do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade). (Foto: Karime Xavier/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A vereadora de São Paulo Erika Hilton (PSOL) recebeu o prêmio Most Influential People of African Descent (Mipad), apoiado pela ONU, que reconhece as pessoas negras mais influentes do mundo.

A parlamentar foi a única brasileira agraciada na categoria "Política e Governança". Ao seu lado estão outras 24 figuras públicas de países como Nigéria, Estados Unidos, Gana, Austrália, México e Canadá.

"Ser a única política brasileira entre as cem pessoas afrodescendentes mais influentes do mundo, representando um país em que mais da metade da população se identifica como negra é, ao mesmo tempo uma denúncia e uma responsabilidade gigante", afirma a vereadora à coluna.

"Nossa política ainda não tem a cara do nosso povo. Mas esse processo de enegrecimento da representação política é inevitável e incontornável. Espero que muitas e muitos outros se postulem a esses espaços, no futuro, para que sejamos regra, e não exceção", segue.

A honraria também premiou brasileiros como os atores Taís Araujo e Lazáro Ramos, o influenciador Ad Junior, o economista e ex-BBB Gil de Vigor e o fundador da ONG Gerando Falcões, Edu Lyra.

Aos 28 anos, Erika Hilton é a primeira mulher transgênero a ocupar uma cadeira na Câmara Municipal de São Paulo. Em 2020, ela foi a sexta mais votada da Casa, com 50.508 votos. Atualmente, a parlamentar preside a CPI da Violência Contra Pessoas Trans.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos