Ernesto afirma que relação com China é 'madura e construtiva'

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Apesar das críticas e ataques deliberados do presidente Jair Bolsonaro, o ex-chanceler Ernesto Araújo afirmou que a relação com a China é "madura e construtiva" e que isso possibilitou que o Brasil fosse o país que mais recebeu vacinas chinesas contra a Covid-19.

A fala acontece uma semana após Jair Bolsonaro sugerir que a China promove uma guerra biológica com o coronavírus. Seu filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também já havia culpado o país asiático pela pandemia e afirmou que a China promove espionagem com a tecnologia 5G.