Esboço de acordo da COP27 é publicado, ainda sem proposta sobre financiamento de "perdas e danos"

Cúpula COP27 em Sharm el-Sheikh

SHARM EL-SHEIKH, Egito (Reuters) - A agência climática das Nações Unidas publicou nesta sexta-feira um esboço do texto de negociação do acordo que os delegados da cúpula da COP27 em Sharm el-Sheikh esperam alcançar nos próximos dias.

O texto, que se baseia em iterações anteriores menos formais, não estabeleceu a solução proposta para uma das questões mais controversas da cúpula, os acordos financeiros de "perdas e danos" para fornecer financiamento a países em desenvolvimento que sofrem eventos climáticos catastróficos.

Em vez disso, contém um texto de substituição, indicando que os delegados ainda estavam buscando um consenso sobre o assunto.

A questão entrou na agenda formal da cúpula pela primeira vez, no que foi visto como um avanço em um assunto que há muito divide nações desenvolvidas e em desenvolvimento. Desde então, no entanto, as conversas sobre o que fazer a seguir tiveram pouco progresso.

Na noite de quinta-feira, a União Europeia apresentou uma proposta para resolver o impasse.

O texto abrangente do acordo, refletindo a intensidade das negociações finais, reafirmou pontos-chave do acordo COP26 do ano passado em Glasgow e do acordo de Paris 2015 sobre limitar o aumento das temperaturas globais.

O texto diz que a conferência: "Reafirma a meta de temperatura do Acordo de Paris de manter o aumento da temperatura média global bem abaixo de 2°C acima dos níveis pré-industriais e buscar esforços para limitar o aumento da temperatura a 1,5°C acima dos níveis pré-industriais".

(Reportagem de William James)