Escócia: resultado eleitoral britânico reforça ideia de referendo de independência

A líder do Partido Nacional Escocês (SNP) e primeira-ministro da Escócia Nicola Sturgeon fala em Edimburgo

A primeira-ministra da Escócia e líder do partido nacionalista SNP, Nicola Sturgeon, assegurou nesta sexta-feira que os bons resultados de seu partido nas eleições legislativas britânicas reforçam a ideia de um novo referendo de independência.

"A impressionante vitória eleitoral da noite passada para o SNP renova, reforça e fortalece o mandato que temos das eleições anteriores para oferecer ao povo da Escócia uma opção sobre seu futuro", disse, depois de obter 48 dos 59 assentos para a Escócia do parlamento britânico.

O primeiro referendo de independência da Escócia em 2014 resultou em um "não" à separação, com 55% a favor de permanecer dentro do Reino Unido.

Depois, a Escócia se opôs à retirada da Grã Bretanha da União Europeia em um referendo de 2016.

Sturgeon insiste em que a vitória de Johnson não afeta a Escócia.

"Tendo em conta o veredito do povo da Escócia na noite passada, o governo escocês oferecerá na semana que vem seus argumentos democráticos, detalhados para uma transferência de poder que permita um referendo", afirmou.