Esch 2022: Uma cidade reinventada

No sul do Luxemburgo, Esch-sur-Alzette, a segunda maior cidade do país e uma das capitais europeias em 2022, está a recuperar o património industrial para reinventar o futuro.

O projeto Vewa transformou uma antiga oficina de vagões num jardim e horta comunitários.

O objetivo é que qualquer pessoa possa usufruir deste local, que também tem um espaço que recebe concertos e eventos para momentos de descontração depois de um dia de trabalho.

Outro exemplo da recuperação de espaços abandonados é o centro cultural KULTURFABRIK, um antigo matadouro onde agora há concertos, um cinema e residências artísticas.

Na cidade de Dudelange, também no cantão de Esch-sur-Alzette, outro exemplo é uma casa"flutuante" em cima do rio, que representa o alojamento inovador para o turismo sustentável na região. Quem vive nesta cidade garante que ninguém renega e que todos têm orgulho no passado industrial. E é por isso, dizem, que “é normal que a cultura seja agora uma parceira destes locais industriais”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos