Escola onde aconteceu ataque na Bahia tem gestão compartilhada com a PM

Estudante armado matou colega em escola na Bahia (Foto: Reprodução)
Estudante armado matou colega em escola na Bahia (Foto: Reprodução)

O Colégio Municipal Eurides Sant’Anna, em Barreiras, na Bahia, tem gestão compartilhada com a PM (Polícia Militar). Um aluno armado invadiu hoje a instituição e disparou contra colegas. Uma estudante de 20 anos, cadeirante, foi atingida e morreu.

Segundo o portal Estado de Minas, o projeto de Gestão Compartilhada com a PM no colégio partiu de uma proposta do município em 2018, e foi aprovada por unanimidade em abril de 2019.

A assembleia teve a presença de pais e responsáveis pelos alunos, professores, estudantes e do representante do Comando de Policiamento Regional Oeste da Polícia Militar(CPRO), Tenente Rogério.

A então secretária de Educação, Cátia Alencar, havia dito na ocasião que a ideia surgiu por conta do aumento da violência, e tinha como objetivo dar mais segurança aos professores, servidores e alunos.

O que aconteceu

Um aluno, de apenas 14 anos, pulou o moro da escola Eurides Sant'Anna na manhã de hoje e assassinou uma aluna cadeirante de 20 anos. Ele estava com um revólver e duas armas brancas.

De acordo informações levantadas pela TV Bahia, o atirador estava matriculado no colégio, mas há tempos não frequentava as aulas. Não foi divulgado o motivo que o afastou da escola.

Depois de alvejar uma colega, o atirador também foi baleado —ainda não se sabe quem teria feito o disparo.

Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao Hospital Geral do Oeste. Não se sabe o estado de saúde dele.