Escolas estaduais do Rio e parte das particulares deverão fechar na semana que vem, diz secretário de Educação

Pedro Zuazo
·1 minuto de leitura

RIO — Os colégios estaduais que funcionam no município do Rio e as escolas da rede particular que são vinculadas ao estado (todas as unidades que oferecem os ensinos fundamental e médio) deverão suspender as atividades presenciais na semana que vem, de acordo com o secretário estadual de Educação, Comte Bittencourt. A medida não atinge as creches e a pré-escola, que são regulamentadas pelo município.

Segundo Bittencourt, a Região Metropolitana I, que corresponde à capital do estado, foi classificada nesta sexta-feira com a cor vermelha no sistema de bandeiras de risco para o Covid-19. Pelas regras da resolução conjunta 1.536, de 25 de janeiro de 2021, que regulamentou a volta às aulas, o funcionamento das escolas fica vedado "enquanto o município onde o estabelecimento de ensino encontra-se localizado estiver situado em área assinalada com as bandeiras vermelha e roxa".

Na semana passada, 19 municípios do estado haviam sido classificados com a bandeira vermelha. A capital não havia alcançado essa classificação de risco desde que a resolução foi publicada.

— Com bandeira vermelha, pela resolução, não temos aula presencial na rede estadual e nem na rede particular vinculada ao estado, que é o ensino fundamental e o ensino médio — afirmou o secretário.