Escolas no Recife registram dois surtos coletivos de crise de ansiedade no mesmo dia

Crianças foram atendidas pelo Samu em escolas no Recife - Foto: Getty Images
Crianças foram atendidas pelo Samu em escolas no Recife - Foto: Getty Images
  • Alunos de duas escolas no Recife tiveram crise de ansiedade coletiva na última quinta-feira

  • Os episódios aconteceram com dezenas de estudantes, que precisaram ser atendidos pelo Samu

  • Mês passado, uma ocorrência do mesmo tipo já havia sido registrada na cidade

Alunos de duas escolas do Recife foram vítimas de surtos coletivos de crise de ansiedade na última quinta-feira (19). Os episódios acontecem quase dois meses depois de um outro colégio também na cidade registrar uma ocorrência do mesmo tipo.

O primeiro caso na última quinta ocorreu na escola de referência de ensino fundamental Caic Creusa Barreto Dornelas Câmara, no bairro da Torre, na Zona Oeste da capital pernambucana.

Os alunos apresentaram sintomas depois que uma perseguição policial teve fim com um bandido invadindo o colégio e sendo preso no pátio.

Segundo relatos, o criminoso chegou a invadir uma creche e disparou duas vezes antes de pular o muro da escola. Um disparo para o alto foi feito no local, mas ninguém ficou ferido.

Depois disso, cerca de 20 alunos sentiram-se mal. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado e realizou o atendimento às crianças. Os pais foram convocados e as aulas acabaram suspensas.

Outro caso na cidade

Pouco depois, 23 estudantes da Escola de Referência em Ensino Médio (Erem) Professor Mardônio de Andrade Lima Coelho, na Bomba do Hemetério, na Zona Norte do Recife, passaram mal e precisaram de atendimento.

Segundo o depoimento de um aluno ao G1, o episódio começou depois que um aluno passou mal e desmaiou nas dependências da escola. A irmã do garoto, que é da mesma sala, teria se desesperado, dando início a uma reação em cadeia.

A direção da escola acionou o Samu e o Corpo de Bombeiros, que encontraram os alunos com sintomas como falta de ar e crise de choro.

Os jovens receberam atendimento pré-hospitalar, tinham os sinais vitais estáveis e acabaram liberados. Apenas um estudante precisou ser encaminhado a uma unidade de saúde, mas o quadro não apresentava gravidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos