Escolas públicas e privadas poderão reabrir a partir de segunda (12) em SP

ARTUR RODRIGUES E ISABELA PALHARES
·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Escolas públicas e privadas de São Paulo poderão reabrir partir da próxima segunda-feira (12). O governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (9) que as escolas estaduais reabrirão para aulas presenciais a partir de quarta-feira (14), embora nos primeiros dias da semana já haja atividades de orientação. Já a Prefeitura de São Paulo anunciou que as unidades na cidade poderão abrir a partir de segunda (12). O governo João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta-feira (9) que o estado de São Paulo sairá da fase emergencial e vai para a fase vermelha a partir de segunda-feira (12). Ao mesmo tempo, houve a decisão de retornar com as aulas presenciais --as escolas são consideradas atividades essenciais no estado. No início da semana, na segunda e na terça, haverá atividades de orientação na rede estadual. As aulas em si começam no dia 14. No entanto, elas não são obrigatórias e têm que acontecer com até 35% de ocupação. Terão prioridade alunos com defasagem de aprendizado, com dificuldade de acesso à tecnologia, com necessidade de alimentação escolar, cujos responsáveis trabalhem em serviços essenciais e com saúde mental sob risco. "Temos um mapeamento com alto grau de ansiedade, depressão, suicídio e é importante que a gente tenha nesse mapeamento uma prioridade de atendimento", disse Rossieli Soares, secretário estadual de Educação. O prefeito Bruno Covas (PSDB) anunciou que todas as escolas da rede municipal também devem reabrir na segunda. No entanto, a recomendação é para que as famílias só enviem as crianças em caso de extrema necessidade, como quem não tem com quem deixá-los. Na tarde desta sexta, logo após o anúncio da volta às aulas presenciais, os professores da rede municipal de São Paulo aprovaram em assembleia do Sinpeeem (Sindicato dos Profissionais em Educação do Ensino Municipal) continuar em greve. A paralisação teve início em fevereiro, quando começou o ano letivo na cidade. Entre os particulares, alguns colégios, como Luminova, Vital Brazil, Maple Bear, Magno e Elvira Brandão, já anunciaram que voltarão a ter aulas presenciais na segunda. Mesmo com a autorização, outras unidades, como o Santa Cruz, Equipe e Gracinha, decidiram manter o ensino remoto por mais uma semana por terem avaliado que a situação da pandemia é ainda grave na cidade. "Diante do cenário em que nos encontramos, com os números retratando o período mais crítico da pandemia até agora, avaliamos que não há condição segura para a abertura da escola neste momento .Nosso dever maior é zelar pela vida de todos(as) que se encontram, de certa forma, sob nossa tutela", diz carta do Gracinha enviada aos pais na tarde desta sexta.