Escolas de SP vão dispensar alunos mais cedo em dias de jogos do Brasil

*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 04.11.2022 -  Estudantes em sala de pós-graduação realizada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Reportagem sobre hospitais que estão abrindo faculdades para oferecer cursos universitários. (Foto: Jardiel Carvalho/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 04.11.2022 - Estudantes em sala de pós-graduação realizada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Reportagem sobre hospitais que estão abrindo faculdades para oferecer cursos universitários. (Foto: Jardiel Carvalho/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Escolas públicas e particulares de São Paulo vão dispensar os alunos mais cedo nos dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo. A seleção brasileira estreia no campeonato na próxima quinta-feira (24) às 16h.

Alguns colégios particulares decidiram que vão manter equipes de professores de plantão caso os pais não possam buscar os filhos antes das partidas. Nessas unidades, está prevista a transmissão dos jogos para os alunos.

É o caso do colégio Humboldt, em Interlagos, zona sul da capital. Na quinta-feira, as aulas serão encerradas às 15h. As famílias podem optar por deixar os filhos na escola após esse horário e os alunos poderão acompanhar o jogo por um telão que será montado.

No colégio Santa Cruz, no Alto de Pinheiro (zona oeste), as atividades na próxima quinta-feira serão encerradas às 12h30 para alunos do ensino fundamental. Na segunda-feira (28), quando a partida da seleção brasileira está marcada para às 13h, o encerramento será às 12h.

Para as crianças da educação infantil (até os cinco anos de idade), as aulas serão mantidas normalmente, mas a escola prevê a possibilidade de que alguns pais queiram buscar os filhos antes das partidas. "Entendemos que algumas famílias queiram assistir aos jogos com seus filhos", diz comunicado da escola.

No colégio Equipe, que fica em Higienópolis (região central), as aulas vão acontecer apenas no período da manhã nos dias de jogos —na segunda, o dia será encerrado às 11h.

*

CONFIRA OS HORÁRIOS DE JOGOS DO BRASIL NA PRIMEIRA FASE

GRUPO G

Brasil

Sérvia

Suíça

Camarões

24/11 - 7h - Suíça x Camarões

24/11 - 16h - Brasil x Sérvia

28/11 - 7h - Camarões x Sérvia

28/11 - 13h - Brasil x Suíça

2/12 - 16h - Camarões x Brasil

2/12 - 16h - Sérvia x Suíça

*

Já a Escola Tarsila do Amaral, na Água Fria (zona norte), definiu que as aulas só serão suspensas nos dias que os jogos ocorrerem mais tarde, às 16h. Na segunda, os alunos devem ir para a escola e irão assistir o jogo de lá.

"Nos anos anteriores, algumas vezes chegamos a abrir a escola em dia de jogo, e o que aconteceu foi que alguns pais demoravam para buscar os filhos ou chegavam alcoolizados", explica Danyelle Cristhina Mariano Marchini, diretora da escola.

"A gente entende que isso é muito perigoso. Cada um ficando com seu filho, diminui o risco de todos", completa.

Os colégios Pio XII, na Vila Andrade (zona sul), e Mary Ward, no Tatuapé (zona leste), também irão dispensar os alunos mais cedo, mas terão uma equipe na escola para ficar com aqueles que as famílias não puderem buscar.

O governo paulista e a Prefeitura de São Paulo informaram que as escolas estaduais e municipais têm autonomia para definir se irão suspender as atividades letivas em dias de jogos. No entanto, os dois ressaltaram que elas devem repor o que for perdido nesse período.

"As unidades educacionais da administração direta e conveniadas da rede municipal possuem autonomia e podem optar por realizar suas atividades durante os jogos, de acordo com seus calendários e necessidades das comunidades em que estão inseridas", disse a Secretaria Municipal de Educação.

"Aquelas que decidirem por suspender o expediente, seguindo o decreto, deverão realizar reposição de conteúdo posteriormente, assim como reposição de horas de trabalho para os servidores", explica a pasta.

A Secretaria da Educação do Estado também destacou que "respeitando o calendário que garante 200 dias letivos cumpridos, caso alguma unidade interrompa as aulas deverá elaborar plano de reposição".