Escolha de Dandara Mariana para rainha de bateria da Imperatriz causa polêmica: comunidade quer musa no posto

A escolha da atriz Dandara Mariana para substituir Iza no posto de rainha de bateria da Imperatriz Leopoldinense está longe de ser uma unanimidade na comunidade de Ramos. Muita gente esperava que Carmem Mondego, musa da escola, fosse anunciada no cargo, principalmente depois de ela ter brilhado no último carnaval. O assunto já é motivo de polêmica por lá.

A notícia de que Dandara, no ar na novela "Travessia", entraria no lugar de Iza foi anunciada pela própria atriz na última sexta-feira, 28, mas ainda não foi divulgada oficialmente pela Imperatriz.

O nome da atriz pegou muitos componentes de surpresa e enfrenta resistência até entre os que comandam a escola, embora Cátia Drummond, atual presidente da Imperatriz Leopoldinense, tenha decidido por Dandara no lugar da musa consagrada dentro da agremiação.

Carmem Mondego começou a frequentar a quadra em Ramos ainda na infância. Seu avô foi diretor e seu pai, integrante da bateria. Seu primeiro desfile foi na ala mirim, depois virou passista e também já foi destaque em alegorias. Como cria da escola, diz que sempre sonhou ser rainha.

Em março, no ensaio técnico da Imperatriz no Sambódromo do Rio, Carmem Mondego chegou a levantar a arquibancada com seu samba no pé. Na ocasião, ela substituía Iza, que não pôde participar do ensaio porque estava com Covid-19.