Escolha de vacinas contra a Covid-19 reduz filas nos postos de Niterói

·4 minuto de leitura

NITERÓI — A “guerra das vacinas” entre administrações públicas para ver quem imuniza sua população mais rápido contra a Covid-19, como ocorreu nas postagens em tons de brincadeira entre o prefeito do Rio, Eduardo Paes, e os governadores de São Paulo, João Doria, e do Maranhão, Flávio Dino, chegou a Niterói e São Gonçalo. Mas por aqui o clima esquentou nos perfis oficiais das duas prefeituras nas redes sociais, e parte da população niteroiense cobra, agora, que o calendário seja acelerado na cidade, como foi feito no município vizinho, que sexta-feira iniciou a imunização de pessoas a partir de 28 anos. Em Niterói, a faixa etária atual é de 39 anos.

“Bora correr atrás de São Gonçalo na vacinação, isso sim”, comentou uma seguidora da página de Niterói, em uma postagem que a prefeitura fez brincando sobre o frio.

Com essa diferença de mais de dez anos no calendário de vacinação entre as cidades vizinhas, há relatos de niteroienses que estão tentando se imunizar em São Gonçalo, mesmo com a exigência de comprovante de residência. Segunda-feira, um morador de São Gonçalo viu duas pessoas de Niterói sendo barradas na fila do Clube Mauá.

— Os funcionários não estavam abrindo mão do comprovante de residência — relatou o comerciante Daniel Muniz.

Nos postos de Niterói, o movimento já não é tão grande. Na sexta, um funcionário dizia a quem foi se vacinar e se espantou com o movimento baixo que muita gente está escolhendo a marca da vacina. No breve momento em que ele contava o que estava acontecendo, duas pessoas chegaram à porta do posto, perguntaram qual era a vacina e, ao ouvir a marca, foram embora. Os funcionários acreditam que, por conta disso, o calendário de Niterói em julho será adiantado para um dia por idade, como ocorreu na semana passada. Questionada, a prefeitura não confirmou mudanças.

Em live realizada na quinta, o secretário de Saúde de Niterói, Rodrigo Oliveira, levantou outra questão problemática: pessoas já imunizadas que estão buscando tomar vacinas de outras marcas. Ele disse que a fiscalização será reforçada para que isso não aconteça:

— Quem buscou outra vacina por causa de marca pode ser responsabilizado do ponto de vista cível e penal. Estamos verificando e garantindo que isso não aconteça nos nossos postos. Contamos com a consciência, mas para defender o bom uso vamos garantir fiscalização e o rigor necessário.

Farpas virtuais

Após São Gonçalo acelerar o calendário nas últimas semanas, a prefeitura de Niterói publicou, na terça, nas redes sociais, um comparativo apontando que está à frente do município vizinho em percentual de aplicação da primeira dose, sendo 55,6% contra 34,69%. A prefeitura de São Gonçalo questionou a postagem e pediu correção, alegando que calcula o percentual do público-alvo a ser imunizado e, assim, já vacinou 46% da população elegível.

No post que gerou a discussão, Niterói informou que mais de 55,6% da sua população já recebeu a primeira dose, somando mais de 285 mil pessoas. Com relação à população apta a receber a vacina, segundo a administração municipal, mais da metade (70%) já recebeu a primeira dose.

"Fazendo um comparativo com o número de habitantes por município, Niterói está mais avançada que seus vizinhos, como o Rio de Janeiro, que vacinou 43,80% de sua população, e São Gonçalo, com 34,69%. Seguimos conscientizando a população para que siga o calendário e vacine-se. Alertamos também que a segunda dose é de extrema importância para completar a imunidade; por isso, fica o nosso apelo para que todos voltem aos postos de saúde na data agendada no cartão de imunização”, diz a postagem.

Duas horas depois, a prefeitura de São Gonçalo comentou que “parabeniza a vizinha Niterói pelo percentual de moradores vacinados com a primeira dose contra Covid-19, mas informa que já vacinou 46% do público-alvo a ser imunizado, segundo o Ministério da Saúde. Por aqui, a Saúde faz as contas de acordo com o número de pessoas que podem receber a vacina e não pelo total populacional. Não encaramos a vacinação como competição. Estamos aguardando a correção da arte”.

Na sequência, a administração da página niteroiense respondeu: “Essa é uma conta que a imprensa costuma utilizar também e por isso usamos. Vamos fazer a comparação com relação ao público vacinável. Também não encaramos como competição, mas fizemos vários quadros comparativos com outras cidades, com o estado do Rio e também com o país para a população niteroiense ter um panorama mais geral da situação atual da cidade. Vamos juntos nesse esforço coletivo para salvar vidas”.

Questionada sobre a procura pela vacina na cidade, a prefeitura de São Gonçalo disse que os postos pedem comprovante de residência e estão registrando movimento diário alto, sendo o público-alvo de 851.886 pessoas.

Esta semana, a vacinação em Niterói volta a ter três dias para cada idade. De amanhã a quarta, serão imunizadas as pessoas a partir de 39 anos. De quinta a sábado, moradores acima de 38 anos.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos