Escorpião ataca passageiro durante voo; Gol culpa bagagem de mão

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura
Rio de Janeiro, Brazil, December 17, 2018: Brazilian government now allows foreign investors to own up to 100% of the capital of Brazilian airlines. Previously, Brazilian law allowed foreigners to own at most 20% of the capital of these companies. In this image plane of Gol Linhas Aereas, a Boeing 737-700 taking off from Santos Dumont Airport, in Rio de Janeiro. (Photo by Luiz Souza/NurPhoto via Getty Images)

Um passageiro de um voo da Gol com destino a Fortaleza foi picado por um escorpião dentro da aeronave. A companhia aérea informou que o cliente foi atendido por uma equipe médica após o pouso e, sem apresentar sintomas, foi liberado.

O fato ocorreu na noite de sexta-feira (8), durante o voo G3 9185, que decolou do aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP).

Leia também

Em nota publicada pelo portal G1, a companhia aérea informa ter reforçado a dedetização da aeronave após o episódio, suspeita que o animal pode ter sido transportado acidentalmente por uma bagagem de mão e diz manter contato com o cliente para oferecer o suporte necessário.

“A Companhia está surpresa com o ocorrido e acredita que o animal possa ter sido transportado, acidentalmente, em alguma mala de mão, já que seus procedimentos diários de sanitização são bastante rigorosos e a dedetização das aeronaves é realizada periodicamente, em curtos intervalos de tempo, como parte da rotina mandatória de manutenção”, disse a empresa.

Leia a nota na íntegra:

“A GOL informa que, durante o voo G3 9185 (Campinas - Fortaleza), realizado ontem (8), um passageiro relatou ter sido picado por um escorpião encontrado no compartimento de bagagens.

A Companhia está surpresa com o ocorrido e acredita que o animal possa ter sido transportado, acidentalmente, em alguma mala de mão, já que seus procedimentos diários de sanitização são bastante rigorosos e a dedetização das aeronaves é realizada periodicamente, em curtos intervalos de tempo, como parte da rotina mandatória de manutenção.

A empresa ressalta que, prontamente, ofereceu assistência médica ao Cliente, que não apresentou sintomas e foi liberado do posto médico.

Em função do ocorrido, a GOL informa que já realizou um reforço da dedetização da aeronave”.