Escort RS Turbo S1 que pertenceu à princesa Diana vai a leilão

O veículo foi usado pela princesa Diana por 3 anos (Divulgação)
O veículo foi usado pela princesa Diana por 3 anos (Divulgação)
  • Automóvel será leiloado no mês em que completa 25 anos da morte da princesa Diana

  • O veículo era considerado inadequado para a realeza

  • Versão preta foi confeccionada especialmente para Diana

No mês em que completa 25 anos da morte da Princesa Diana, o Escort RS Turbo S1 que pertenceu à realeza será leiloado. O certame acontece no dia dia 27 de agosto pelo site Silverstone Auctions.

A companhia alega que Diana ignorava os carros oficiais da realeza britânica para andar com o automóvel. Ele era considerado inadequado por causa das normas de segurança, uma vez que o teto de lona oferecia pouca proteção e privacidade a quem dirigia.

Depois de insistir em utilizar o veículo, a Ford construiu uma versão especial para a princesa, na cor preta, uma vez que os modelos anteriores eram brancos. Colecionadores especulam que esse tenha sido o único Escort RS turbo S1 feito na cor preta.

Outras modificações também foram feitas para manter a discrição. A grade da versão RS foi trocada pela da versão padrão para deixar o modelo com aparência mais sútil. Já os faróis de milha, aerofólio e as rodas exclusivas de sete raios foram mantidos.

Esse modelo tem um motor 1.6 turbo de 132 cv de potência e 180 Nm de torque. Atualmente, tem apenas 40 mil km rodados. O carro atinge de 0 a 96 km/h em 8,3 segundos.

Diana ficou apenas três anos com o Escort RS. Ela devolveu o veículo à Ford em maio de 1988. Posteriormente o veículo foi comprado por Geoff King, gerente do Departamento de Vendas Governamentais da Ford, que o deu de presente à esposa.

O veículo foi vendido em um leilão em 2021 por 52.000 libras esterlinas, que na cotação atual valem quase R$ 334.000.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos