Escravidão: ex-patroa não pagava salário à doméstica por ‘considerar da família’

A ex-patroa de Madalena Santiago da Silva, resgatada após uma vida de trabalho em condições semelhantes à escravidão, disse que não pagava o salário de sua ex-doméstica, que lhe serviu por 54 anos, por considerá-la da "família, como uma irmã".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos