Escritório de campanha de Marine Le Pen é alvo de ataque em Paris

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um artefato explosivo atingiu o prédio onde funciona o escritório de campanha de Marine Le Pen, candidata da extrema direita nas eleições presidenciais da França, na madrugada desta quinta-feira (13).

Ninguém ficou ferido no incidente, dizem os bombeiros.

Segundo a polícia, um "objeto não natural, de origem criminosa" acertou o escritório de seguros que fica no térreo do prédio onde funciona a campanha de Marine Le Pen. O fogo foi rapidamente controlado.

A polícia investiga o caso e diz que o prédio também foi pichado com frases contrárias à política anti-imigração defendida por Marine Le Pen.

"Suponho que se trate de um ato cometido por um pequeno grupo de extrema esquerda. Esses pequenos grupos atuam com total impunidade há meses. Foram eles que destruíram lojas, queimaram veículos durante manifestações e atacaram a polícia", reagiu a candidata.

De acordo com a agência "FrancePresse", um grupo que afirma "combater a xenofobia" reivindicou o ato, realizado com coquetéis molotov.

Marine Le Pen lidera as pesquisas para o pleito francês, que será realizado em dois turnos, nos dias 23 de abril e 7 de maio, com 24% das intenções de voto, ao lado do candidato de centro, Emmanuel Macron. Em terceiro aparece o candidato da extrema esquerda francesa, Jean-Luc Mélen, com 18,5%.