Escritor canadense morre em acidente de bicicleta no Espírito Santo

·1 minuto de leitura

RIO — O escritor Michel Brûlé, de 56 anos, morreu em um acidente de bicicleta nesta segunda-feira (31), em Guarapari, no Espírito Santo. O canadense perdeu o controle do veículo em uma descida e se chocou contra uma árvore.

Dono de uma editora chamada "Les Intouchables" (Os Intocáveis, em português), ele foi candidato a prefeito de Montreal em 2019. No entanto, Brûlé desistiu da corrida eleitoral após um escândalo sexual.

Brûlé foi acusado de abusar sexualmente de uma mulher que veio apresentar manuscritos de um livro, em sua residência, em Quebec, no Canadá. O caso ocorreu em março de 2014, de acordo com a Radio-Canada. Na ocasião, Brûlé tentou beijá-la e tocou em suas partes íntimas, por cima da roupa.

O canadense foi condenado em outubro de 2020. Em dezembro do ano passado, Brûlé se mudou para o Brasil e passou a morar com seu irmão, Martin. O anúncio da sentença estava previsto para o dia 18 de junho, quando uma audiência seria realizada.

— Parece que faltou freio, ou a roda traseira derrapou com a força de frenagem —, disse Martin Brûlé. — Ele correu para uma árvore. Quando cheguei ele conseguiu me dizer uma palavra, mas já tinha acabado. Michel vai ser enterrado aqui —, acrescentou o irmão do escritor, em entrevista a Radio-Canada.

O advogado de Brûlé defendeu seu cliente na mídia canadense. O defensor Charles Brochu sustentou que seu cliente não veio ao Brasil para escapar da Justiça.

— Ele não queria escapar. Sua passagem de avião foi comprada. Ele me mandou uma mensagem de texto e também me enviou a carta do governo americano dizendo que os voos do Brasil não podiam ir para o território americano antes de julho —, disse Brochu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos