Escritor francês Michel Houellebecq recebe a Legião de Honra

Michel Houellebecq em 11 de outubro de 2017, na Alemanha

O presidente francês, Emmanuel Macron, entregou na quinta-feira a Legião de Honra a Michel Houellebecq durante uma cerimônia no Palácio do Eliseu, informou a presidência.

Houellebecq, o autor francês contemporâneo mais lido no exterior, estava na lista dos condecorados de 1º de janeiro, na categoria de Cavaleiro.

Entre os convidados estavam o ex-presidente francês Nicolas Sarkozy, bem como o cantor Jean-Louis Aubert, amigo do escritor.

O romancista de 63 anos, um dos autores franceses mais traduzidos do mundo, atualmente triunfa nas livrarias com seu mais recente trabalho, "Serotonina".

O sétimo romance de Houellebecq mergulha o leitor no coração da França rural sem esperança. Escrito meses antes do nascimento dos "coletes amarelos", o escritor parece ter antecipado esse movimento.

"Enfant terrible" das letras francesas, Houellebecq não publicou nada desde seu controverso "Submissão", em 2015, um romance onde descreveu uma França governada por um islamita. O trabalho foi publicado no mesmo dia do ataque à revista satírica Charlie Hebdo.