Eslovénia vai remover vedação anti-migração na fronteira

A vedação construída pela Eslovénia na fronteira com a Croácia está a ser removida. A estrutura de 200 quilómetros foi erguida em 2015 para impedir o fluxo de migrantes que tentavam entrar no país.

Miro Cerar, que então liderava o governo e ordenou a edificação, diz estar contente pelo fim da vedação que, alega, sempre foi para ser retirada "o mais cedo possível". E aponta o dedo aos vizinhos pela decisão que tomou há sete anos.

"A Croácia não cooperava, na altura. Organizou e enviou ilegalmente refugiados através da nossa fronteira verde durante a noite. Parámos isto com a cerca para que pudéssemos controlar a situação nos pontos de entrada", afirmou.

O atual primeiro-ministro esloveno, Robert Golob, reconhece o fracasso da operação em deter a entrada ilegal de pessoas no território. Fenómeno que tem aumentado em 2022 quando comparado ao ano anterior.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos