‘Espírito do Cartola estava com a gente’, emociona-se intérprete Yago de Jesus, que desfilou na comissão de frente da Mangueira

·2 min de leitura

RIO — Cartola, Jamelão e Delegado estiveram na Sapucaí, não é um eufemismo. Os milhares de presentes à Avenida se impressionaram com o fantástico desfile da Mangueira e sua comissão de frente onde bailarinos caracterizados como os personagens emocionaram o público principalmente na coreografia com direito à troca de roupa. Não foram poucas as pessoas chorando conforme a escola desfilava pela Passarela do Samba.

Alan Bastos, o Delegado, Junior Theolmon, Jamelão, e Yago de Jesus, Cartola foram ovacionados ao término do desfile. Emocionado, Yago disse ter sentido o espírito de Cartola desfilando com ele.

— É uma honra muito grande estar representando um personagem do tamanho do Cartola. Eu senti que ele estava comigo. O espírito do Cartola estava naquele carro e com a gente. Eu não fiz isso sozinho, foi com eles todos ali — disse Yago.

Representando Delegado, o bailarino Alan Bastos disse que o maior temor durante a preparação era o da troca de roupa durante a coreografia. De acordo com ele, foi preciso errar bastante para chegar à perfeição durante o desfile.

— A gente treinou muito. Foi muita preparação. Quando eu soube que teria essa coreografia pensei "Meu Deus", mas sabia que iria dar certo, pois tínhamos a confiança da Priscila e, principalmente, em nós mesmos. Não tinha como dar errado — contou.

Coreógrafa da comissão de frente ao lado de Rodrigo Neri, Priscilla Mota explicou que as crianças que atravessaram a avenida sambando sobre um carro alegórico representam a esperança e o futuro da favela:

— Do solo da Mangueira brotam talentos, grandes artistas. A comissão de frente deste ano revisita o passado através de um baú de memórias lúdico, e Agenores, Josés e Laurindos são criaturas do morro, criaturas simples, criaturas que às vezes não tem dinheiro, mas podem sim virar os reis do carnaval como aconteceu com Cartola, Jamelão e Delegado.

Uma das crianças da comissão de frente, Weslley Lindoso Silva, de 15 anos, sonho ela se dançarino.

— Eu acho que meu futuro vai se lindo. Quero dar uma vida melhor para a minha mãe. Foi uma experiência muito legal participar desse desfile. Chorei muito, porque meu avô que já faleceu era da Mangueira — emociona-se o menino.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos