Espanhóis mantêm tradição de toques de tambor na Sexta-Feira Santa apesar de pandemia

·1 minuto de leitura

CALANDA, Espanha (Reuters) - Quando as procissões da Semana Santa foram canceladas por causa das restrições da Covid-19 na Espanha, manter viva uma tradição de toques de tambor na Sexta-Feira Santa adquiriu uma importância adicional para os moradores de Calanda.

Vestidos com trajes de uma vívida cor púrpura, eles tocaram tambores nas ruas, em frente a casas ou de sacadas durante a "Rompida de la Hora" (o irromper da hora).

Os tambores ribombaram pela cidade de 3.700 habitantes do sudeste espanhol --mas todos os tocadores respeitaram o distanciamento social.

"Esta Semana Santa foi um pouquinho mais triste, porque gosto de estar com meus amigos e tocar o tambor de Calanda com eles, mas esperamos que no ano que vem isto passe e nos permita nos reunir", disse Ivan Rodriguez, baterista e morador de 24 anos.

Depois de todo o sofrimento do ano passado, Santiago Villanueva disse que moradores como ele sentiram uma necessidade forte de manter a tradição.

"Estamos vivendo uma época muito triste, mas o espírito permanece".

(Por Graham Keeley, Michael Gore e Susana Vera)