Espanha passa a permitir entrada de brasileiros totalmente vacinados contra a Covid

·2 minuto de leitura

RIO — A Espanha liberou, a partir desta terça-feira, a entrada em seu território de viajantes brasileiros ou vindos do Brasil sem a necessidade de quarentena, desde que tenham completado o ciclo vacinal contra a Covid-19 até 14 dias antes da viagem. O acesso ao país europeu será permitido mediante apresentação do certificado de vacinação correspondente.

A liberação vale para todas as vacinas aplicadas no Brasil, independentemente de seu fabricante: Pfizer-BioNTech, Universidade de Oxford-AstraZeneca (incluindo CoviShield), Janssen ou CoronaVac.

Ao apresentar o certificado, de acordo com a embaixada da Espanha no Brasil, ele deverá ser traduzido para o espanhol, inglês, francês ou alemão. Para vacinas aplicadas no Brasil , o comprovante pode ser retirado em plataformas do Ministério da Saúde do Brasil, como o proprio site do órgão ou o aplicativo ConectSUS. Para vacinas feitas na Espanha ou em outro país da União Europeia, será necessário ter o certificado digital da UE.

Mesmo sem a quarentena, todo viajante que chegar à Espanha deverá passar por um exame de saúde no aeroporto que incluirá "no mínimo" verificação de temperatura e de documentos, podendo também ser realizado um teste de antígenos.

A Espanha se junta a países como Alemanha, Suíça, França, Islândia, Bahamas e Qatar, que já aceitam brasileiros vacinados. É esperado que no dia 7 de setembro o Canadá se junte a esta lista. A mudança nas regras espanholas marca o fim da exigência de quarentena para brasileiros que entrassem no país, que havia sido adotada pela primeira vez em 23 de julho e prorrogada até ontem.

Também existem medidas voltadas para aqueles que não se vacinaram. Para este grupo será exigida a apresentação de diferentes documentos, como o certificado de recuperação da Covid-19 traduzido para o espanhol, inglês, francês ou alemão, com a observação de que tenham passado mais de 11 dias desde a realização do primeiro teste positivo.

Outro documento aceito é o certificado de teste negativo para Covid-19. Será possível mostrar testes PCR feitos no máximo 72 horas antes do desembarque na Espanha ou teste rápido, com a amostra colhida no máximo 48 horas antes do desembarque na Espanha. O país, contudo, só admitirá os testes autorizados pela Comissão Europeia, cuja lista pode ser consultada no site da Embaixada do Brasil na Espanha.

Todos os documentos, de vacinados ou não, deverão ser apresentados por todas as pessoas maiores de 12 anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos