Espanha prende marroquinos suspeitos de ligação com ataques na Bélgica

Polícia leva um suspeito durante operação contra militantes islâmicos em Barcelona, na Espanha. 25/04/2017 REUTERS/Albert Gea

MADRI (Reuters) - A polícia da Espanha prendeu oito pessoas e fez buscas em 12 propriedades em Barcelona como parte de uma operação contra supostos militantes islâmicos realizada em conjunto com a polícia da Bélgica, informaram autoridades nesta terça-feira.

Alguns dos presos são suspeitos de ligações com os ataques com bombas realizados na Bélgica em março do ano passado, matando 31 pessoas no aeroporto de Bruxelas e em um trem de metrô, segundo porta-voz da polícia.

Os detidos são todos marroquinos de 21 a 39 anos, informou.

A operação foi deflagrada após uma investigação de oito meses de um grupo de supostos militantes islâmicos com ligações com o crime organizado na área de Barcelona, afirmou a polícia em comunicado. A investigação continua em aberto.

Sem incluir as prisões desta terça-feira, a Espanha já deteve 22 pessoas em 16 operações diferentes esse ano em conexão com a vertente radical do islamismo, de acordo com dados do Ministério do Interior.

(Reportagem de Sonya Dowsett e Paul Day)