Espanhola de 79 anos é presa em Portugal acusada de comandar quadrilha de tráfico de cocaína

·1 minuto de leitura
Apreensão de cocaína realizada pela polícia do Paraguai

MADRI (Reuters) - Uma espanhola de 79 anos foi presa por ser o cérebro de uma quadrilha que contrabandeava cocaína da América Latina à Europa escondida em remessas de coral, informou a polícia da Espanha nesta terça-feira.

Três membros da organização operavam um negócio de fachada que importava corais da República Dominicana para a Espanha via Portugal.

Os contêineres haviam sido modificados para ocultar os pacotes de cocaína em compartimentos secretos, disse a Guarda Civil espanhola, que descobriu 15 quilos da droga durante uma operação.

"Uma organização criminosa tinha uma estrutura hierárquica clara, na qual uma mulher de 79 anos exercia as funções de líder do grupo", disse a Guarda Civil em um comunicado.

A mulher, que é de Alio, perto de Tarragona, no nordeste espanhol, foi presa em Portugal com dois outros espanhóis de 26 e 60 anos que são de Alicante e Girona, no norte da Espanha.

Todos foram presos durante uma operação conjunta da Guarda Civil e da Polícia Nacional com a Polícia Judicial portuguesa.

A quadrilha chamou a atenção da polícia ao tentar arrecadar dinheiro de outros grupos criminosos para seu comércio ilícito.

(Por Graham Keeley)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos