Especialista diz que Gabigol, do Flamengo, tem todas as características para ser ídolo dos mais jovens

Diogo Dantas
1 / 3

FlamengoXJR_Barranquilla_Foto_Alexandre_Vidal_04_03_2020_-8738.jpg

Torcedor se ajoelha aos pés de Gabigol, que retribui com chuteira

Gabigol, do Flamengo e de todo mundo: se os gols, muitos e decisivos, e a dedicação em campo deixam a torcida rubro-negra eufórica, a marca pessoal do atleta de 23 anos o faz transcender as fronteiras do clube e cair nas graças dos mais jovens torcedores no Brasil e na América do Sul.

Gabriel Barbosa atende a todas as premissas básicas de um atleta para consolidar-se como um ídolo transnacional. A coleção de títulos e gols pelo Flamengo é apenas um dos fatores. O maior deles é o engajamento proporcionado pela criação de uma identidade particular, simbolizada pelo "muque" nas comemorações e a mudança de visual recorrente.

- Para se tornar um idolo é necessário ter feito algo relevante para uma grande massa, ter conquistado status dentro do seu campo profissional e ser representante de um grande grupo. O Gabriel além de realizar um grande feito, que é conquistar títulos sendo protagonista, cria fidelidade com a identidade do clube, e ainda uma relação direta e genuína com o público infantil. Isso transcende barreiras - explica Leandro Lima, especialista em Marketing e Gestão de Carreiras.

- O Gabigol compartilha do mesmo pensamento ideológico do torcedor, atrelado a uma sociedade que valoriza a vitória, a ascensão, impondo um padrão de comportamento que reconhece o mais forte. Consciente ou não, até o gesto praticado na comemoração auxilia na aproximação/admiração do torcedor -  completa Leandro.

Antes dos jogos, Gabriel sempre posta a mensagem de superação: "Que seja feita a vontade de Deus". A fé também foi a indutora do gesto comemorativo, ou seja, a força que o atacante demonstra, acredita ele, vem de Deus.

Com a compra do jogador pelo Flamengo, toda a estratégia de marketing foi impulsionada na direção dessa idolatria com as crianças. Tanto que Gabigol pode virar até um personagem dos quadrinhos da Turma da Mônica. Além disso, está prevista a produção de um boneco licenciado pelo Flamengo. Mas é na vida real que o atacante demonstra saber ser ídolo. Criou a marca de sua comemoração, trabalha com o visual, que muda a toda semana, e ainda faz gol, muitos gols, pelo clube mais popular do Brasil.

A palavra ídolo vem do grego "eidôlon" e significa imagem. E isso Gabigol trabalha muito bem, ao lado de uma equipe particular na empresa 4COMM, que cuida de seus projetos pessoais e suas redes e marcas com muita participação do jogador.

As ferramentas para propagar essa marca também são próprias e ligadas ao mundo digital em que os jovens navegam. Com quase 10 milhões de seguidores em suas redes sociais, o atleta do Flamengo fala com todos os públicos de forma consciente.