Especialistas aconselham Neymar após polêmicas: "exponha menos sua vida pessoal"

Uma comparação infeliz com o lendário Stephen Hawking, fotos com um ousado novo visual e ostentando riqueza. Nos últimos dias, Neymar, mesmo sem jogar e se recuperando de cirurgia realizada no quinto metatarso do pé direito, não deixou de ser notícia. Não apenas pelos comentários futebolísticos, mas principalmente pela sua vida pessoal e por seus posts nas redes sociais.

No entanto, não foi por bons motivos que Neymar seguiu sendo notícia.

As redes sociais são fundamentais para qualquer profissional hoje em dia, e no caso dos atletas, primordiais em vários fatores. Um deles, o de manter em evidência e na mídia mesmo quando eles não estão atuando e passando por longos períodos de inatividade.

Foi o caso de Neymar nos últimos dias. O que não é problema algum. Benjamin Mendy, lateral do Manchester City e da seleção francesa, tem feito isso ao longo de toda a temporada, após sofrer uma grave lesão.

Benjamin Mendy
(Foto: Getty Images)

No entanto, na maioria das vezes, Mendy publica algo relacionado ao City e aos seus companheiros fazendo graça. Normalmente, é ele acompanhando uma partida do time com algo curioso por trás, ou então fazendo alguma comemoração diferente ou brincadeira saudável com um amigo de equipe. Ele fica no território profissional, e tem funcionado muito bem. O francês segue na mídia, continua sendo comentado e tem sido elogiado por sua conduta e seus posts.

Neymar, por outro lado, tem focado no lado pessoal, e ao contrário de Mendy, a estratégia não tem funcionado muito bem. Nos últimos dias, o craque fez uma comparação infeliz com Stephen Hawking, postou fotos com um ousado novo visual e ainda surgiram stories dele ostentando riqueza. Tudo isso teve conotação negativa e causou polêmica. O camisa 10 da Seleção Brasileira e do PSG foi notícia em todo o planeta, mas longe da forma ideal, e recebeu críticas tanto nas redes sociais quanto na mídia.

Não foi a primeira vez que Neymar causou polêmica e foi criticado por isso, e segundo alguns dos maiores especialistas no assunto no Brasil, o craque precisa mudar sua estratégia e expor menos a sua vida pessoal nas redes sociais.

Neymar's post Stephen Hawking
(Foto: Reprodução/Facebook)

"O post sobre o Hawking realmente foi infeliz. Ele quis dizer que precisa superar os problemas, mas foi infeliz na comparação. É polêmico. O Neymar pode passar mais coisas que o torcedor gostaria de conhecer dos jogos e do mundo do futebol. Sem falar mal de adversários e companheiros, ele poderia falar mais e passar mais coisas dos jogos dentro de campo e também dos treinos. Ele deveria abordar mais esse lado profissional dele", opina João Henrique Areias, um dos mais importantes nomes em marketing esportivo e gestão de atletas no Brasil, em entrevista exclusiva à Goal .

"Eu evitaria me expor pessoalmente. Ele poderia tratar mais do lado profissional nas redes sociais. Lado pessoal é lado pessoal, ele precisa preservar isso. Também é interessante trabalhar mensagens positivas, apoiar causas boas e positivas e contribuir de alguma forma para o desenvolvimento da sociedade e ajudar as pessoas, principalmente as crianças", completa.

Karla Ikeda, publicitária e autora do livro 'Profissão Famoso - Como gerenciar imagens de sucesso', concorda com a opinião de Areias. "Acredito que o Neymar poderia evitar tantas postagens sobre sua vida pessoal. Ainda que a mídia e os fãs queiram saber e uma exposição da marca seja positiva para quem visa contratos publicitários, ter um pouco de mistério em torno de sua imagem também é bom para gerar curiosidade e, acima de tudo, trazer mais segurança e até liberdade", analisa.

Instagram Neymar
(Foto: Reprodução/Instagram)

Areias ainda afirma que Neymar precisa saber que é uma marca e ter noção da importância disso. "De alguma forma, ele precisa entender que ele é o Neymar e uma das marcas que é líder no seu setor, o de esporte. Ele precisa entender que não é bom misturar o lado dele de atleta com o lado pessoal dele", aconselha.

"No momento em que você se torna uma pessoa pública, você tem os ganhos disso com contratos altos de patrocínio e clubes, mas também o lado da responsabilidade. O Neymar é um formador de opinião e influencia milhões de pessoas e crianças que admiram o futebol dele. Ele tem uma responsabilidade muito grande e precisa se disciplinar e aceitar a orientação de profissionais. Não para moldar ele, que tem caráter e personalidade próprias e deve manter isso. Mas ele precisa ser orientado com relação a imagem pública dele", completa.

"Ele precisa ter a consciência de que isso (posts polêmicos) pode prejudicar a imagem dele. Existem polêmicas saudáveis e outras que não, como essa do Hawking e também ostentar riqueza. Ele precisa saber trabalhar sua imagem, porque ele pode viver da sua imagem depois de parar de jogar futebol. Ele tem tudo para isso, como o Pelé faz", conclui.