Especialistas alertam para golpe online que fez mais de 850.000 vítimas no Brasil

Um senhor usa o telefone celular sentado em uma praça vazia durante quarentena no Rio de Janeiro, 24 de março de 2020

Mais de 850.000 pessoas, a maioria no Brasil, foram vítimas de um golpe online de roubo dados pessoais.

A consultoria Akamai denunciou nesta terça-feira (28) uma campanha fraudulenta prometia facilitar o acesso a benefícios concedidos pelo governo devido à crise da COVID-19.

Segundo a empresa, em um período de duas semanas, cerca de 850.000 pessoas responderam a um questionário com três perguntas, forneceram dados importantes e, em alguns alguns casos, instalaram um aplicativo em seu telefone.

A campanha, que simulava ser do governo brasileiro, oferecia 500 reais a famílias de baixa renda afetadas pela pandemia, desde que compartilhassem as informações com dez contatos ou cinco grupos de WhatsApp.

"Isso permitiu que o golpe se espalhasse com uma velocidade alarmante, afetando centenas de milhares de pessoas em poucos dias", disse Akamai.

Os especialistas da empresa de segurança da informação disseram que um dos elementos que dificulta o combate a esse tipo de fraude é a "propagação social", já que os interessados em seus benefícios precisam compartilhar as informações.

Segundo a consultoria, o aplicativo utilizado é conhecido como "Adware" e pode ser usado para coletar informações pessoais ou instalar "softwares" de terceiros.