Especialistas recomendam dose de reforço da vacina contra a Covid para grupos de risco na China, diz autoridade

·1 minuto de leitura
Pessoas recebem dose da vacina contra a Covid-19 em Pequim, China

Por Roxanne Liu e Ryan Woo

PEQUIM (Reuters) - Especialistas na China recomendaram disponibilizar doses de reforço da vacina contra a Covid-19 para grupos específicos, como funcionários com maior risco de exposição ao vírus e aqueles com imunidade baixa ou com idade superior a 60 anos, disse uma autoridade de saúde nesta sexta-feira.

Essas pessoas deveriam receber a dose de reforço seis meses após completarem seus cronogramas regulares de vacinação, disse Zheng Zhongwei, membro da Comissão Nacional de Saúde, em coletiva de imprensa.

Zheng não informou se a China já começou a aplicar doses de reforço ou quando começaria.

As doses de reforço são apropriadas para pessoas que trabalham no setor de aviação, alfândega, fronteiras, locais de quarentena e instituições médicas específicas, bem como para aqueles que viajam para lugares onde o vírus ainda está se espalhando, disse Zheng.

Mais estudos são necessários para determinar se as vacinas de reforço devem ser administradas a todos, acrescentou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos