'Espero que não seja nada muito ruim': Nadal lamenta lesão e queda no Australian Open

O tenista espanhol Rafael Nadal deu adeus ao Australian Open. O atual campeão da competição acabou eliminado na segunda rodada para o americano Mackenzie McDonald, número 65 do ranking mundial, após uma derrota por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 6/4 e 7/5.

'Mundo de mentiras': Usain Bolt desabafa após perder milhões em golpe

Estreia de Suárez no Grêmio: Imprensa internacional fala em jogo 'meteórico'

Nadal não chegou ao Australian Open nas melhores condições físicas. Com lesões nas costelas, no abdômen e nos pés, o tenista de 36 anos ficou fora das atividades durante grande parte da temporada. Na partida contra o americano, na Rod Laver Arena, ele voltou a sofrer com as contusões e no final do segundo set, precisou ser atendido dentro de quadra.

Abatido, o Espanhol lamentou a lesão, mas manteve a expectativa de não ser nada grave. Rafael Nadal sentiu a coxa esquerda, precisando de atendimento médico, mas prosseguiu em quadra.

— Espero que não seja nada muito ruim. No final (foram) três semanas positivas em termos de treinos. Então eu realmente espero que (a lesão) não me deixe fora de quadra por muito tempo, porque depois é difícil fazer toda a recuperação novamente — disse Rafael Nadal aos jornalistas após a partida.

João Gomes no Lyon? Clube manda dirigente ao Brasil para negociar passe do jogador

Novo técnico da seleção: Presidente da CBF buscará substituto de Tite na Europa

— No final, não posso reclamar da minha vida. Só não posso dizer que não estou mentalmente destruído neste momento, porque estarei mentindo — completou o tenista.

Na terceira rodada, McDonald terá pela frente o vencedor do duelo entre o tcheco Dalibor Svrcina (216º) e o japonês Yoshito Nishioka (33º). Com Nadal fora da corrida pela conquista do torneio, seu rival Novak Djokovic pode igualar os 22 títulos de Grand Slam do espanhol com o décimo troféu em Melbourne Park.