Espionagem norte-americana é 'gravíssima', diz Carvalho

O ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, seguiu o mesmo tom adotado nesta segunda-feira, 3, pelos ministros José Eduardo Cardozo (Justiça) e Luiz Alberto Figueiredo Machado (Relações Exteriores) ao falar sobre o caso de espionagem contra a presidente Dilma Rousseff pelo governo norte-americano, e julgou como "gravíssimas" as denúncias. Mesmo dizendo que esse assunto seria tratado diretamente pela presidente e pelos ministros da Justiça e Relações Exteriores, ele ressaltou que a soberania nacional é "inegociável". "É o tipo de assunto que não se faz bravatas nem precipitações. Temos que ter uma análise aprofundada do que realmente aconteceu", disse.

Leia mais:
Espionagem deixa visita de Dilma a Washington por um fio

Indagado se há risco de que a viagem que Dilma deve fazer aos Estados Unidos em outubro para visitar o presidente Barack Obama seja cancelada em função das denúncias, ele disse que ainda não há decisões tomadas. "Qualquer decisão será tomada nos próximos dias", ressaltou.

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias