Esposa de Everton reclama de ataques xenófobos após eliminação do Benfica: 'Não aceito que medíocres falem mal'

Extra
·2 minuto de leitura

A esposa do atacante Everton, Isa Ranieri, desabafou nas suas redes sociais neste sábado. Após a eliminação do Benfica na Liga Europa, ela revelou que sofreu ataques xenófobos dos torcedores portugueses e suas redes sociais — o atacante também teria sido alvo. Na publicação, ela sobe o tom e diz que não aceitará xingamento "de qualquer medíocre".

"Já passaram dos limites quando decidiram apelar para ataques xenófobos no meu perfil. Não vou aceitar que qualquer medíocre fale mal do meu marido, da minha família e principalmente nos condenarem por (graças a Deus) sermos brasileiros aqui em Portugal. Saibam uma coisa: o problema não é o Everton. O problema não é nenhum jogador. Saibam ver a situação de um todo, olhem por cima, vejam e conheçam realmente como é a rotina deles (...) Jogador precisa de apoio, precisa de ser colocado para cima e impulsionado no seu melhor. Não humilhado", escreveu Isa Ranieri.

O Benfica, de Everton, também está eliminado na Taça da da Liga de Portugal, em quarto lugar no Português e 15 pontos atrás do líder Sporting.

"Eu não queria vir aqui e ter de falar nada. Mas já passaram dos limites quando decidiram apelar para ataques xenófobos no meu perfil. Não vou aceitar qualquer medíocre falar mal do meu marido, da minha família e principalmente condenar-nos por (graças a Deus) sermos brasileiros aqui em Portugal. Saibam uma coisa: o problema não é o Everton. O problema não é nenhum jogador. Saibam ver a situação de um todo, olhem por cima, vejam e conheçam realmente como é a rotina deles dentro de um clube para chegar e falar asneira. Jogador precisa de apoio, precisa de ser colocado para cima e impulsionado no seu melhor. Não humilhado. E antes fosse a humilhação de vocês, já que estão tão acostumados. Nunca me envolvi nesse tipo de confusão. Nem quero nem preciso. Mas tudo tem limite. E se for preciso passar para os meus advogados o perfil de cada um, saibam que o farei"