Esposa de ex-candidato a deputado do Rio baleado e levado em porta-malas faz apelo: 'estou desesperada'

A família de Fábio da Silva Travassos, conhecido como Fábio Charuto, usou as redes sociais para pedir informações sobre seu paradeiro. Ele foi levado nesta quinta-feira em um porta-malas depois de ser baleado em Curicica, Zona Oeste do Rio. Dois homens desceram de um carro e atiraram contra Fábio Charuto, que é ex-presidente da Associação de Moradores do Campo do 15, no bairro.

Em família: Genro é preso no Rio por matar o sogro que não aceitava seu relacionamento com a filha

Barbárie: Motorista de ônibus é indiciado por atropelamento e morte de bombeiro em Copacabana; veja novo vídeo

"Por favor se alguém souber do paradeiro dele, entrem em contato comigo. Estou desesperada. Me ajudem", escreveu a esposa de Fábio na rede social do marido.

Os criminosos ainda colocaram a vítima baleada dentro do porta-malas do automóvel e fugiram do local. Segundo o delegado Leandro Gontijo, titular da 32ª DP (Taquara), os criminosos usavam touca ninja, recolheram as cápsulas do chão e jogaram areia no local onde havia sangue da vítima antes da fuga. Não há câmeras no local. Ainda de acordo com o delegado, a vítima abriu uma empresa de segurança há cerca de um mês.

Fábio foi candidato a deputado estadual nas eleições de 2022 pelo Patriota, mas não se elegeu. Ele teve um total de 424 votos. Para a Justiça Eleitoral, Fábio informou ser comerciante. Em suas redes sociais há postagens em que ele se apresenta como “Fábio Charuto do Insulfim”, referência ao ramo de instalação de películas protetoras nos vidros de veículos no qual vinha atuando.