Esposa de inglês internado no CTI com Covid-19, no São Lucas, ficou uma hora sem saber onde marido estava

Diante do caos provocado pelo incêndio no hospital São Lucas, em Copacabana, na manhã desta quarta-feira (8), apreensão foi o sentimento de Paola Lima, esposa de Edward Riley. Ele estava internado no CTI do São Lucas desde domingo (5), por complicações da Covid-19, em estado grave. Ao chegar no local do incêndio, ela ficou cerca de uma hora sem saber onde o marido estava.

Incêndio no São Lucas: 'Meu marido operou a coluna ontem e precisou descer seis andares de escada', diz esposa de paciente

Relembre: Veja a sequência de erros que pode ter levado à tragédia do incêndio no Hospital de Bonsucesso

Indenizações: Incêndio no Hospital Badim deixou 23 mortos

Percorrendo os prédios do entorno para onde os pacientes foram encaminhados, ela ficou nervosa ao perceber que o nome de Edward não constava em nenhuma das listas. A atriz informou que as equipes do hospital não souberam dar informações sobre o paradeiro do paciente, mas prestaram atendimento e apoio. Depois de mais de uma hora de espera, a atriz e um amigo do inglês receberam a notícia de que ele havia sido transferido para o hospital Pasteur, no Méier.

— Eles não souberam informar nada, nem se ele já tinha sido encaminhado para outro hospital. Desespero era a palavra, meu medo era as pessoas precisando de um tratamento maior e com tudo isso se abalarem e terem um enfarte. A angústia maior era não ter a notícia se o Ed estava num quarto sendo atendido. Meu medo era ele estar esquecido em um corredor qualquer — relatou Paola, que ficou sabendo do episódio por telefone.

— A secretária dele me ligou quando eu estava no banho. Saí correndo, de cabelo molhado e tudo, nem penteei. Só coloquei minha Nossa Senhora de Fátima na mão e vim. Acredito que ela está salvando todos que estão nesse hospital. Eu creio, tenho muita fé.

Incêndio no São Lucas: 'Meu marido operou a coluna ontem e precisou descer seis andares de escada', diz esposa de paciente

Memória: Incêndio atinge bar na Rua Dias Ferreira, um dos pontos mais movimentados do Leblon

Tragédia: Homem morre em incêndio em apartamento no Leblon

O que mais trouxe alívio para a esposa de Edward no momento da angústia foi saber que ele já não precisava respirar com a ajuda de aparelhos desde a última terça-feira (7).

— Ele chegou grave, com o pulmão já comprometido, com falta de ar e cuspindo sangue, estava no oxigênio, a cada dia estava precisando de mais quantidade. De terça para quarta-feira ele saiu do oxigênio e passou para o cateter — conta a atriz, que espera poder celebrar em breve a recuperação do marido. — Quando tudo isso acabar, vamos fazer uma festa para ele com nossos amigos, se Deus quiser.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos