Esqueletos da batalha de Waterloo, que levou à derrota de Napoleão, são descobertos na Bélgica

Esqueletos de soldados que morreram na batalha de Waterloo, no dia 18 de junho de 1815, foram encontrados por arqueólogos que escavavam a região da Bélgica. O conflito militar, que colocou as tropas de Napoleão contra militares britânicos e prussianos, foi a derradeira derrota do imperador francês e o último conflito das guerras napoleônicas.

As equipes relataram terem encontrado esqueletos humanos e de cavalos. Restos de membros amputados, por exemplo, foram localizadas na área em que funcionava o hospital de campanha das tropas britânicas, comandadas por Arthur Wellesley, o Duque de Wellington.

— Não vamos chegar mais perto da dura realidade de Waterloo do que isso. Sou arqueólogo de campo de batalha há 20 anos e nunca vi nada parecido — disse Tony Pollard, diretor do Centro de Arqueologia de Batalhas, na Universidade de Glasgow, na Escócia.

As escavações na área estavam suspensas desde 2019 e foram retomadas neste ano. Descobertas de esqueletos costumam ser raras na região, segundo especialistas. Um grande número de ossos deixados no campo de batalha foram recolhidos e vendidos para servirem de fertilizante.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos