Esquerda e direita travam batalha nas redes durante convenção de Bolsonaro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Lideranças da esquerda, influenciadores e apoiadores do ex-presidente Lula (PT) fizeram um tuitaço neste domingo para diminuir os holofotes nas redes sociais sobre o lançamento da pré-candidatura à reeleição de Jair Bolsonaro na convenção de seu partido, o PL, no Maracanãzinho.

Enquanto bolsonaristas tentavam emplacar as hashtags “#capitaodopovo” e “#PeloBemdoBrasil”, lulistas usaram o marco de 70 dias para o primeiro turno, disputado em 2 de outubro, para tentar dominar o debate público virtual.

Às 11h20m, momento em que Bolsonaro entrou no palco do Maracanãzinho, “faltam 70 dias” era o terceiro termo mais comentado entre brasileiros no Twitter. A frase chegou a ser a mais citada na rede social. Do lado bolsonarista, apenas a “#capitaodopovo” aparecia no top 10 —e em nona colocação.

Mais: 'Nossa missão é não atrapalhar a vida de vocês', diz Bolsonaro em convenção

Leia: Em quatro anos, Bolsonaro troca de aliados e chega a convenção sob pressão

O senador e filho do presidente, Flávio Bolsonaro (PL), tentou ajudar a emplacar as hashtags do pai com seus 2 milhões de seguidores, mas sem sucesso.

Apesar da batalha de hashtags entre esquerda e direita, a maioria dos trending topics brasileiros nesta manhã tratavam da corrida de Fórmula 1 realizada neste domingo. Dos dez termos mais usados no Brasil, oito eram sobre o Grande Prêmio na França e um sobre o time de futebol Avaí, de Santa Catarina, que jogava contra o Flamengo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos