Angela Dippe é criticada após gravar com Danilo Gentili

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Angela Dippe marcou presença no
Angela Dippe marcou presença no "The Noite" (Foto: Reprodução/SBT)

Angela Dippe marcou presença no "The Noite", talk show de Danilo Gentili, nesta quarta-feira (6). O que ela não esperava era receber ataques de todos os lados.

A atriz, que marcou a infância das crianças no "Castelo Rá Tim Bum", costuma fazer duras críticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Justamente por isso, os fãs não gostaram de vê-la ao lado do apresentador Danilo Gentili, que já deu declarações polêmicas e apoiou Bolsonaro no passado. Por outro lado, os bolsonaristas também se incomodaram com a presença de Angela no programa do SBT. Chateada com a repercussão negativa, ela se defendeu no Instagram. 

Leia também:

"Algumas pessoas estão indignadas porque fui no programa do Danilo Gentili dar entrevista. Qual é o problema, gente? É óbvio que se o Danilo fosse daqueles apresentadores escrotos que estão ganhando grana com esse negócio de tratamento precoce [contra a Covid-19], eu não iria. Conheço ele desde quando começou com stand-up. Fui divulgar 'Os Exterminadores do Além'", disse.

Segundo Angela, Murilo Couto e Léo Lins também estão no elenco do filme e foram ótimos colegas de trabalho. "E o Roger... o que a gente vai fazer? Ele é bolsonarista, mas agora só posso ir a lugares onde existam pessoas que pensam exatamente como eu?", questionou ela, que defendeu a importância de dialogar com todos. "Posso ir a lugares com pessoas que pensam diferentemente de mim se nesses lugares eu puder expressar minha opinião com toda liberdade, não ser agredida. Foi justamente o que aconteceu", completou.

Em seguida, Angela revelou que também sofreu ataques de bolsonaristas, mas não levou em consideração o que disseram por já estar acostumada. Segundo ela, as mensagens não tinham fundamento e só reproduziam o que sempre falam: "Disseram que o choro é livre, falaram de abstinência de Lei Rouanet, que acabou a mamata, me chamaram de velha e outras escrotidões. Só vou bloqueando. Esse dedo aqui está doendo de tanto block que dei", contou.  

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos