'Essa desgraça de governo tem que acabar antes da eleição', diz Haddad na Paulista

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
SÃO PAULO, SP, 02.10.2021: BOLSONARO-PROTESTOS - Fernando Haddad (PT)  - Manifestantes voltam às ruas neste sábado (2) em protestos pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro. Na foto, manifestação na Avenida Paulista. (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 02.10.2021: BOLSONARO-PROTESTOS - Fernando Haddad (PT) - Manifestantes voltam às ruas neste sábado (2) em protestos pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro. Na foto, manifestação na Avenida Paulista. (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) se uniu ao coro em defesa do impeachment do presidente Jair Bolsonaro neste sábado (2), na Avenida Paulista.

Ao discursar, disse que "essa desgraça de governo tem que acabar antes da eleição, porque o povo não aguenta mais".

"Estamos aqui porque o povo quer comer e o Bolsonaro não deixa. Estamos aqui porque o povo quer estudar e o Bolsonaro não deixa. Estamos aqui porque o povo quer trabalhar e o governo Bolsonaro não deixa", afirmou.

O discurso de Haddad foi feito pouco depois do pré-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) subir no trio e ter sido vaiado. O pedetista sofreu uma tentativa de agressão ao sair do local por manifestantes contrários a ele.

Haddad abriu o discurso dizendo que os manifestantes "não podem perder de vista" o que estão fazendo nas ruas, que é se manifestar contra o presidente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos