Estátua de Ayrton Senna, em Copacabana, ganha máscara em ação de conscientização contra Covid-19

Diego Amorim

RIO - Após uma ação da prefeitura colocar máscaras em mais de 40 monumentos da cidade como forma de conscientização pelo uso do acessório de prevenção contra a Covid-19, agora foi a vez do ídolo brasileiro Ayrton Senna "vestir" o equipamento. A estátua do tricampeão de Fórmula 1, no Calçadão de Copacabana, Zona Sul, entrou para o time daqueles que destacam a importância do item na luta contra a doença.

A ação é da agência online de viagens Hurb, responsável pela colocação da estátua de 330 quilos de bronze e com 1,76 metro na praia em dezembro do ano passado. A obra é deo artista Mário Pitanguy.

— No atual cenário que estamos vivendo, é preciso mobilizar cada vez mais pessoas para a necessidade da proteção. E por que não proteger um ídolo de várias gerações como forma de incentivar e de estimular que cada vez mais pessoas façam uso das máscaras? — ressalta o cofundador e diretor comercial da empresa, Antônio Gomes.

No último dia 12, a Alerj aprovou o projeto de lei que obriga o uso das máscaras em todos os 92 municípios fluminenses, com previsão de multa para pessoas físicas e empresa que descumprirem a regra. A obrigatoriedade do item valerá para locais coletivos públicos ou privados, como ruas, praças, parques, praias, meios de transporte coletivo e individual de passageiros, repartições públicas, hospitais, supermercados, farmácias, padarias e agências bancárias.

Em abril, as máscaras "vestiram" estátuas que homenageiam personalidades e nas que são cartões-postais, como os bustos de Zumbi dos Palmares (no Centro) e Padre Miguel (na Zona Oeste), e as estátuas de Bellini (em frente ao Maracanã), Cartola (na Mangueira, na Zona Norte) e Carlos Drummond de Andrade (na orla da Zona Sul).

Os acessórios colocados nos monumentos foram feitos de TNT (material semelhante a tecido, obtido através de liga de fibras). Já a de Ayrton Senna, morto em 1994 durante um acidente na prova do GP de San Marino, na Itália, foi produzida com lycra e algodão.