Estátua de filha de faraó é descoberta no Egito

Estátua de 3,5 mil anos da filha do faraó Amenhotep III

Uma estátua da filha do faraó Amenhotep III com o pai foi descoberta no Egito, em um templo de Luxor, anunciou nesta sexta-feira o Ministério das Antiguidades.

Uma equipe de arqueólogos egípcios e europeus encontrou esta estátua de Iset durante obras de restauração no templo mortuário de Amenhotep III (XIV a.C), na margem oeste de Luxor, segundo um comunicado do ministro, Mohamed Ibrahim.

Esta estátua, de 1,70 m, "que faz parte de uma escultura de 14 metros que representa Amenhotep III, foi esculpida em alabastro e se encontra na entrada (do santuário) de Naos", informou a chefe da equipe de arqueólogos, Hourig Sourouzian.

Esta impressionante escultura representa o faraó da XVIII dinastia sentado em seu trono, com suas mãos nos joelhos. Sua filha está de pé entre suas pernas, usa uma peruca e carrega um colar em sua mão direita.

Trata-se da primeira representação da princesa sozinha com seu pai. Em outras esculturas ela aparece com sua família e irmãos, segundo Sourouzian.