Cerco a assassino que transmitiu crime via Facebook aumenta nos EUA

Washington, 17 abr (EFE).- O cerco para capturar o homem que neste domingo matou um idoso em Cleveland (Ohio, EUA) e divulgou o vídeo do crime no Facebook se estendeu a outros estados, após a polícia da cidade reconhecer nesta segunda-feira que o assassino pode ter escapado dos fortes controles policiais.

O chefe da polícia de Cleveland, Calvin Williams, disse nesta manhã em entrevista coletiva que a prioridade agora é que Steve Stephens, que executou um homem de 74 anos com um tiro, não mate mais ninguém.

Stephens publicou no Facebook um vídeo no qual mata com um tiro Robert Godwin, supostamente escolhido de maneira aleatória, enquanto em outros vídeos na rede social assegura ter matado 15 pessoas e que continuará com os assassinatos devido a uma decepção amorosa.

"Nosso objetivo é encontrar o suspeito antes que cometa outro crime", afirmou Williams.

O chefe da polícia de Cleveland pediu a colaboração da população para encontrar o paradeiro de Stephen e assegurou que as buscas se estenderam a outros estados próximos, como Pensilvânia, Indiana, Michigan e inclusive Nova York.

"Estamos otimistas de que vamos encontrá-lo, porque este é um mundo muito, muito pequeno", disse o agente especial Stephen Anthony, do FBI.

Sobre as alegações do indivíduo de que tinha cometido outros assassinatos, Williams indicou que os investigadores não encontraram evidências sobre tais fatos.

Stephens, de 37 anos e morador de Cleveland, tinha escrito em sua conta no Facebook antes do assassinato que queria matar e em suas mensagens culpava sua ex-namorada, que identifica como Joy Lane, das atrocidades que planejava cometer.

No vídeo, publicado por alguns meios de comunicação e que o Facebook tirou do ar, Stephens é visto dirigindo enquanto diz: "encontrarei alguém que vou matar, este cara aqui mesmo, este velho".

Em seguida, desce do carro e diz a Godwin, que caminhava tranquilamente pelo bairro de Glenville, em Cleveland, que pronuncie o nome "Joy Lane" porque "ela é a razão do que está a ponto de acontecer a você".

Apesar de o idoso parecer confuso e tentar explicar que não sabe do que está falando, Stephens dispara a curta distância e o mata na hora.

A polícia de Cleveland divulgou várias fotografias do suspeito, um homem calvo e com barba grande, que no momento do assassinato usava uma camisa azul com listras pretas e dirigia um carro branco.

A suposta ex-namorada do suspeito está colaborando com as autoridades para localizar Stephens, que entrou em contato brevemente com a polícia, que por sua vez tenta rastrear suas comunicações. EFE