Estátua de loja da Havan no Rio Grande do Sul desaba após ventania

·2 minuto de leitura

Uma réplica da Estátua da Liberdade de uma loja da Havan na cidade de Capão da Canoa, no Rio Grande do Sul, caiu nesta segunda-feira. O acidente ainda será investigado, mas há indícios de que a estrutura não tenha suportado ventos fortes que atingiram a região. A loja foi inaugurada no dia 21 de janeiro.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para o local por volta de 7h e não houve feridos.Segundo a corporação, por conta do horário, não havia fluxo no veículos próximo do local. Algumas regiões da cidade também ficaram sem luz por conta de danos causados pela ventania na rede elétrica.

Testemunha do acidente, o zelador Iago Fraga contou o que viu em entrevista ao portal "Gaúcha Zero Hora". Ele disse ter ouvido um rangido crescente e logo após a estrutura de 35 metros de altura desabou.

— Bah, eu me apavorei. Estava varrendo quando começou aquele barulho. Começou a quebrar os pés da estátua, pelas costas, e ela caiu de cara no chão. Foi um estrondo e logo começou a pegar fogo — disse.

A metereologia já havia indicado que um clicone extratropical que começou a se formar na sexta-feira provocaria vento forte no Sul do país. De acordo com o Climatempo, nesta segunda, a previsão era de que durante a madrugada e ao amanhecer, o vento ainda tivesse intensidade moderada a forte em alguma regiões do Rio Grande do Sul. As rajadas poderiam atingir de 60km/h a 80km/h. O deslocamento do ciclone aponta que a ventania não terá efeito perigoso no litoral do Paraná e nem da Região Sudeste.

Essa não é a primeira ocorrência envolvendo o símbolo da rede de lojas espalhadas pelo país. Em dezembro de 2019, uma estátua foi destruída em um incêndio em São Carlos, interior de São Paulo. A polícia indicou o ato como criminoso e Luciano Hang, dono do estabelecimento, ofereceu R$ 100 mil de recompensa para quem encontrasse o autor do incêndio.