Estado da Geórgia fará recontagem dos votos da eleição presidencial dos EUA

·1 minuto de leitura
Contagem no condado de Fulton em Atlanta
Contagem no condado de Fulton em Atlanta

As autoridades da Geórgia informaram, nesta sexta-feira (6), que procederão a uma recontagem dos votos das eleições de terça-feira neste estado, onde o candidato democrata Joe Biden estava à frente do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por uma pequena margem.

Em um momento de expectativa máxima sobre os resultados das presidenciais, com Biden na liderança com 253 delegados, muito perto do mínimo de 270 votos para chegar à Casa Branca, as autoridades da Geórgia disseram que até agora os resultados neste estado estão muito acirrados. 

"Com uma margem tão pequena, haverá uma recontagem na Geórgia", disse a repórteres Brad Raffensperger, secretário de Estado, que é o conselheiro interno encarregado do processo.

A Geórgia tem 16 delegados, o que deixaria as portas da presidência abertas para Biden com 269.

No entanto, agora todos os olhares estão voltados para a contagem na Pensilvânia que, com seus 20 delegados, daria as chaves da Casa Branca para o democrata. 

Na Pensilvânia, a tendência que favorecia Trump se inverteu e o democrata Biden agora lidera por mais de 14.000 votos, mas a contagem continua.

A campanha de Trump - que soma até agora 214 votos para o Colégio Eleitoral - alertou que "a eleição não acabou".

sct-an/gma/aa