"Estado da União": países dos Balcãs incentivados a resolver conflitos

"Estado da União": países dos Balcãs incentivados a resolver conflitos

A guerra da Rússia na Ucrânia abalou muitas questões diplomáticas na Europa. Uma delas é a situação dos Balcãs Ocidentais, uma área de conflitos de longa data e de instabilidade regional.

Esta semana, uma conferência em Berlim reuniu os líderes de seis países dos Balcãs Ocidentais com ambições europeias. Na capital alemã assinaram uma série de acordos de cooperação destinados à aproximação da União Europeia (UE).

Muitos dos seis países têm reclamado por estarem na sala de espera da UE há anos, sem um cronograma claro para a adesão.

Agora, receberam a mensagem, pela voz do chanceler alemão Olaf Scholz, de que a guerra na Ucrânia acrescentou um sentido de urgência ao assunto e que, como consequência, precisam de agir em conjunto e de criar condições reais para a adesão.

O assunto está em destaque nesta edição do programa "Estado da União", na qual também se abordará o acordo com a Rússia para permitir a passagem de cereais da Ucrânia através do mar Negro com destino aos mercados globais.