Estado de SP tem mais dois casos confirmados de variante Delta

SAO PAULO, BRAZIL - JUNE 18: A senior citizen receives the coronavirus vaccination shot at a vaccination post at UBS ColomboBasic Health Unit on June 18, 2021 in Sao Paulo, Brazil. According to official figures released by the Health Minister, the death toll in Brazil is approaching half a million victims. President Jair Bolsonaro faces a probe as the country undergoes the second-deadliest COVID-19 outbreak outside of the United States. Protests are being held against the Copa America, which is being played in four Brazilian cities amid a surge in cases and deaths.  (Photo by Rodrigo Paiva/Getty Images)
Mulher é vacinada em São Paulo. Foto: Rodrigo Paiva/Getty Images
  • Pacientes são de Pindamonhangaba e Guaratinguetá

  • Ambos tiveram sintomas leves

  • Instituto Butantan monitora contágio

Mais dois casos de infecção pela variante Delta foram identificados no Brasil. Dessa vez, os pacientes são do interior de São Paulo. Até agora, são três casos confirmados no estado.

Os pacientes são um homem, de 44 anos, que mora em Pindamonhangaba e uma mulher, de 30 anos, que vive em Guaratinguetá. Segundo informou a Secretaria de Estadual de Saúde nesta sexta-feira (16), ambos tiveram apenas sintomas leves.

A identificação da variante foi possível após um sequenciamento genético realizado pelo Instituto Butantan. A possibilidade de transmissão comunitária está sendo avaliada pelos municípios e pelo governo do estado.

Na última quarta-feira (14), a Prefeitura de São Paulo confirmou que a variante já circula pela cidade. A capital foi o primeiro município do estado a confirmar um paciente infectado pela mutação.

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, as variantes têm sido “monitoradas de perto” no estado para controlar o contágio.

Leia também:

"São Paulo tem feito o sequenciamento genético de cerca de 6% das pessoas que testam positivo para identificar quais variantes estão circulando no estado", disse Covas na manhã desta sexta (16), após o Butantan entregar mais 1 milhão de doses da Coronavac ao Programa Nacional de Imunização (PNI).

João Doria (PSDB), governador do estado, que teve a reinfecção por coronavírus confirmada na última quinta-feira (15), também fez o teste de sequenciamento para verificar se ele foi contaminado com a variante Delta. Os resultados ainda não foram entregues.

Já o vice-governador Rodrigo Garcia afirmou que os familiares do governador e todos os servidores e secretários que tiveram contato com ele nos últimos dias foram testados para Covid-19.

"Fiz o teste e ele foi negativo", disse Garcia. Outros secretários também testaram negativo para o vírus.

A mutação Delta do coronavírus apresenta um nível de transmissibilidade cerca de 50% maior que cepas originais, segundo revelaram estudos. Além disso, as vacinas usadas hoje possuem uma resposta menor para neutralizar o vírus com essa mutação.

Por conta da circulação da variante, o governo de São Paulo já avalia um novo ciclo de vacinação. A medida já tem sido planejada por outros países que sofreram com o contágio da variante, como Chile e Reino Unido.

Variante no restante do país

Ontem (15), mais dois casos de infecção pela variante Delta foram identificados no estado do Rio de Janeiro, dessa vez na capital carioca. Ambos pacientes se infectaram dentro do município, o que é um indicativo de transmissão local.

Com esses dois casos chegam a cinco o total de infectados pela variante Delta no estado do Rio de Janeiro. Além da capital, há casos registrados em Campos, Seropédica e São João do Meriti.

De acordo com o Ministério da Saúde, a variante Delta já foi diagnosticada em viajantes do estado do Rio de Janeiro e em outros quatro estados: Maranhão, Minas Gerais, Paraná e Goiás.

Até agora, duas pessoas morreram no Brasil após se infectarem com a variante Delta. A primeira vítima foi um homem de 54 anos, que chegou ao país de navio, vindo da Malásia para o Maranhão. Ele ficou 40 dias internado. Em 18 de abril, uma mulher grávida de 42 anos faleceu no Paraná, após viagem ao Japão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos