• Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Estado de emergência no Sri Lanka

Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Declarado o estado de emergência no Sri Lanka. Populares invadiram as ruas de Colombo, apesar de estar em vigor o recolher obrigatório. O presidente Gotabaya Rajapaksa fugiu para as Madivas num avião da Força Aérea, antes de apresentar a demissão, como tinha prometido.

"O presidente informou-me que de acordo com a cláusula 37.1 da Constituição, nomeia o primeiro-ministro Ranil Wickremesinghe para desempenhar as suas funções por estar fora do país," declarou Mahinda Yapa Abeywardena, presidente do parlamento cingalês. Uma nomeação contestada pela oposição.

Na televisão, Ranil Wickremesinghe pediu ao exército e à polícia para "fazerem o necessário para restaurar a ordem". Os manifestantes invadiram o gabinete do primeiro-ministro em Colombo, apesar da resistência da polícia.

No fim de semana, já tinham ocupado as residênciasi oficiais do chefe de governo e do Presidente cingalês.

O Sri Lanka está mergulhado numa profunda crise económica. A população acusa os governantes de corrupção e quer eleições antecipadas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos