Estado Islâmico está desenvolvendo novas armas apesar de perdas, diz grupo monitor

ERBIL, Iraque (Reuters) - Militantes do Estado Islâmico desenvolveram um dispositivo explosivo improvisado que pode ser disparado por rifles ou lançado do ar por drones, informou um grupo de monitoramento de armas nesta quarta-feira.

A organização Pesquisa de Armamento de Conflitos informou que o grupo militante sunita está "promovendo o desenvolvimento de sua 'própria marca' de armas" para fornecer a seus insurgentes armamentos que não estariam disponíveis de outra maneira.

"O dispositivo explosivo improvisado pode ser atirado, lançado por uma peça improvisada de rifle, ou em suas fases mais recentes de desenvolvimento, lançado de um veículo aéreo não tripulado ou de um drone", informou a organização em um relato após visitas a Mosul em novembro, fevereiro e março.

O Exército do Iraque e forças de elite contra o terrorismo lançaram uma ofensiva ampla e apoiada pelos Estados Unidos em outubro para retomar a cidade, a última grande fortaleza urbana do Estado Islâmico no Iraque, conquistada em uma ofensiva relâmpago em 2014.

As forças retomaram a maior parte de Mosul, incluindo a metade leste do rio Tigris, e cercaram os militantes em seu lado noroeste incluindo a cidade velha, casa da mesquita Grand al-Nuri, onde o Estado Islâmico declarou um "califado" sob partes do Iraque e da Síria.

(Reportagem de Ahmed Aboulenein)