Fuga em massa em delegacia na Venezuela registra 58 presos fugitivos

Caracas, 16 mar (EFE).- Uma fuga em massa foi registrada nesta sexta-feira em uma delegacia situada no estado venezuelano de Nueva Esparta com 58 fugitivos, dos quais quatro já foram capturados, segundo os veículos de imprensa.

O jornal local "El Sol de Margarita" informou que o fato aconteceu durante a madrugada no Centro de Detenção Preventiva de Los Cocos.

"No total, 58 presos escaparam deste espaço através de um buraco de 60 por 40 centímetros em uma das paredes", diz o jornal, segundo o qual há menores entre os fugitivos.

O diretor de Segurança de Nueva Esparta, Henry Jaspe, explicou à Agência Efe que este centro de reclusão é controlado por militares desde que o Executivo decidiu intervir neste e em outros quatro corpos policiais em outubro do ano passado.

"Não nos foi permitido nem sequer o acesso às instalações policiais, portanto não temos o controle delas, só sabemos das denúncias dos funcionários sobre a caótica situação, por isso penso que parte dessa avaria estrutural facilitou essa fuga", disse.

Jaspe, no entanto, lembrou que esta delegacia é de uso temporário, mas estava sendo utilizada como uma prisão após o fechamento há dois anos da principal penitenciária desse estado.

O diretor de Segurança ressaltou que esta fuga ocorre justamente quando é realizada na ilha uma cúpula da Associação de Estados Caribenhos, da qual participam representantes de várias nações latino-americanas, e por isso a região "está militarizada".

"Há superpopulação nas bases policiais, e isso favorece o clima para que ocorra este tipo de circunstâncias (fugas), alguns presos sofrem de escabiose e desnutrição", acrescentou. EFE