Ataque do Boko Haram à mesquita na Nigéria deixa pelo menos quatro mortos

Abuja, 22 abr (EFE).- Pelo menos quatro pessoas morreram e várias ficaram feridas neste domingo em um ataque suicida do grupo jihadista Boko Haram a uma mesquista do estado de Borno, no nordeste da Nigéria, segundo informaram os serviços de emergências.

O atentado aconteceu na cidade de Bama por volta das 4h GMT, durante a primeira oração do dia, quando dois agressores - um homem e uma mulher - explodiram os cinturões que levavam no interior da mesquita, segundo disse o diretor da Agência Nacional de Gestão de Emergências (SEMA), Yabawa Kolo, em declarações aos veículos de imprensa.

Uma testemunha do ataque disse a este jornal local que "havia corpos mortos em todos lados" e que dois membros de sua família faleceram.

Os feridos foram levados ao centro hospitalar militar da cidade e ao hospital geral de Maiduguri, a principal cidade da região.

Os ataques dos jihadistas no nordeste da Nigéria são frequentes há vários anos e provocaram milhares de mortes e vários sequestros de estudantes mulheres, como o de 2014 de mais de 200 jovens de uma escola da cidade de Chibok.

O Governo nigeriano de Muhammadu Buhari anunciou no final de março que estava negociando um cessar fogo com o Boko Haram, que nos últimos anos deixou mais de 20 mil mortos e cerca de dois milhões de deslocados. EFE